Fale conosco pelo WhatsApp

Quando consultar um Otorrinolaringologista?

Mulher decide consultar um otorrinolaringologista
19set, 2019

É importante se consultar com otorrinolaringologista quando ocorrem dores e incômodos nos ouvidos, nariz ou na garganta. Essa especialidade médica é capaz de promover um diagnóstico assertivo e indicar o tratamento adequado ao caso. 

É muito comum as pessoas se perguntarem quando consultar o otorrinolaringologista, uma vez que poucos sabem das atribuições desse especialista. Para se ter uma ideia, desde casos mais simples como gripes e resfriados podem ser tratados por estes médicos até casos mais complexos, quando a avaliação do otorrinolaringologista se torna ainda mais importante, em especial para quadros de sinusite crônica, amigdalite bacteriana ou de otite média recorrente, por exemplo.

 As doenças tratadas por essa área da medicina são:

  • Rinite;
  • Sinusite;
  • Desvio do septo;
  • Polipose nasal;
  • Distúrbios do sono — ronco e apneia;
  • Diminuição da acuidade auditiva ou surdez;
  • Inflamações ou infecções no ouvido (Otites);
  • Amigdalite;
  • Faringite;
  • Paralisia facial periférica;
  • Distúrbios relacionados à deglutição (disfagia);
  • Alterações das pregas vocais ou rouquidão;
  • Distúrbios do labirinto.

Consultar o otorrinolaringologista sem indicação pode?

Sim, consultar o otorrinolaringologista pode ser feito sem indicação. Por vezes, o paciente acaba buscando auxílio junto a um clínico geral quando começa a ter crises de rinite ou sinusite. Porém, é possível passar em consulta com um otorrinolaringologista, especialista nesses assuntos, para garantir maior assertividade no diagnóstico e tratamento.  

Exemplificando, estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que a rinite alérgica é a condição de maior prevalência na população mundial, com 20 a 25% das pessoas acometidas pela doença.

Ao consultar um otorrinolaringologista, o diagnóstico da rinite alérgica pode ser realizado mais precocemente, auxiliando na terapêutica necessária para minimizar os sintomas e, assim, promover uma melhora na qualidade de vida dessas milhares de pessoas.

Resfriados, sinusites e desvio de septo apresentam sintomas que por vezes confundem-se com a rinite alérgica. O médico otorrinolaringologista é o mais gabaritado para compreender e determinar a presença desses outros diagnósticos diferenciais. Por isso, consultar o otorrinolaringologista se faz tão importante nos cuidados relativos à saúde.

Quando ir ao otorrinolaringologista?

Dores de garganta e infecções/inflamações no ouvido são as situações que mais levam os pacientes a consultar o otorrinolaringologista. Porém, quando a pessoa passa a apresentar problemas relativos ao sono, o otorrinolaringologista pode prover atendimento especializado.

Isso deve-se ao fato de a otorrinolaringologia compreender e tratar algumas das principais patologias relacionadas ao sono: o ronco e as apneias obstrutivas. Tanto o Ronco Primário como a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono são comorbidades tratadas por essa especialidade médica, auxiliando no restauro da qualidade de vida do paciente ao melhorar o sono. 

Outra observação sobre quando ir ao otorrinolaringologista refere-se a doenças respiratórias e às relacionadas ao equilíbrio. Tonturas, náuseas e zumbido nos ouvidos podem ser sinais de Distúrbio do Labirinto, condição de tratamento eficaz com o auxílio de um otorrino.

Outra vertente da otorrinolaringologia é o atendimento focado no público infantil. O otorrino pediatra é capaz de colaborar na identificação de surdez de forma precoce, assim como demais distúrbios relativos à fala e à deglutição, doenças comuns em crianças. Em resumo, crianças e adultos podem se consultar com o otorrinolaringologista.

Onde encontrar otorrino?

Pacientes que são assistidos por planos de saúde têm à disposição uma lista de profissionais desta área médica. Outra forma de consultar otorrinolaringologista é a pesquisa junto à entidade que representa a categoria médica, o Conselho Regional de Medicina.

A indicação de parentes e de colegas de trabalho colabora na hora de consultar um otorrinolaringologista.

cta-820x140-garrafa-tratamento-para-desvio-de-septo

Fontes:

Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial;

Organização Mundial da Saúde (OMS).