Fale conosco pelo WhatsApp

Otorrino Pediatra: Atenção ao ouvido das crianças no verão

Otorrino pediatra usa ferramenta para examinar ouvido
25fev, 2020

O otorrino pediatra é o especialista em doenças relacionadas ao ouvido, nariz e garganta, sendo este o profissional mais qualificado para diagnosticar e prescrever tratamentos para casos de otite de verão nas crianças.

Existem diversos tipos de otite capazes de atingir diferentes localizações do ouvido: porção externa, média ou interna. No verão, é a Otite Externa Difusa Aguda que se apresenta mais prevalente devido à exposição frequente à água da piscina, mar ou rio. Nesses casos, o otorrino pediatra é o especialista mais adequado para avaliar o quadro. Saiba mais a seguir!

O que é a otite?

Durante o verão as elevadas temperaturas levam pais e filhos a buscarem mais formas de lazer na água, seja em piscinas, praia, rios ou brincadeiras com mangueira. Os mergulhos frequentes, no entanto, podem desencadear a chamada otite de verão – cientificamente denominada Otite Externa Aguda.

Esse quadro consiste em uma infecção na parte mais externa da orelha, ocorrendo no canal que chega ao tímpano – o conduto auditivo externo ou meato acústico externo. Esse tipo de otite é decorrente do processo inflamatório e consequente infecção por bactérias.

O que ocorre é que o contato em excesso da água no canal auditivo desprende e reduz a quantidade de cera disponível. Como ela age como uma barreira protetora, o ouvido fica mais suscetível a inflamações. Além disso, a exposição direta e prolongada da pele do conduto à água, transforma o pH do epitélio em alcalino, prejudicando a barreira protetora do epitélio e facilitando a instalação de bactérias.

Além da chamada otite de verão, uma consulta com o otorrino pediatra pode identificar outras formas da doença, como:

  • Otite média aguda: tipo mais comum entre as crianças e que surge subitamente, após  quadros de resfriado e obstrução nasal;
  • Otite média secretora crônica: um tipo de otite que gera poucos sintomas, ocasionado pelo acúmulo de líquidos na orelha média, mas sem gerar infecção.
  • Otite externa fúngica: quadros de infecção no conduto auditivo externo gerado por fungos, caracterizado pela presença de hifas quando o médico realiza a otoscopia;
  • Cerume impactado: presença de acúmulo de cera no conduto auditivo externo, sem gerar infecção, mas que pode ocasionar prejuízo na audição deixando a  criança ou o adulto com a sensação de ouvido tapado.

O médico otorrino poderá determinar o tipo de otite e, a expertise do otorrino pediatra proporciona maior acurácia na recomendação do tratamento mais adequado para o caso.

Quais os sintomas de otite?

As crianças são mais suscetíveis a inflamações de ouvido médio devido uma característica anatômica na qual o canal que liga a orelha média ao nariz, chamado de tuba auditiva, apresenta uma posição mais horizontal, além de serem mais curtas e de menor diâmetro.

Nos pacientes de até 6 anos, as otites médias são as mais comuns. As Otites Externas Difusas Agudas, entretanto, podem acometer igualmente crianças, adolescentes e adultos que permanecem expostos à água por longos períodos.

Os sintomas mais frequentes das otites estão listados a seguir e dependem do tipo e da gravidade do quadro:

  • Dores de ouvido intensas;
  • Sinais de desequilíbrio;
  • Sensação de ouvido tapado;
  • Náuseas e vômitos;
  • Drenagem de secreção no ouvido;
  • Febre.

Caso os sintomas sejam identificados é fundamental uma consulta com o otorrino pediatra para verificação do quadro completo, com consulta, exames e medicação do paciente.

Como prevenir as otites de verão?

Ainda que sejam comuns, as otites de verão em crianças podem ser evitadas quando os pais adotam medidas preventivas adequadas. Elas incluem:

  • Não utilizar cotonetes;
  • Limpar as orelhas da criança apenas com a toalha;
  • Ensinar a criança a não coçar o ouvido;
  • Não pingar ou colocar nada no ouvido sem orientação médica;
  • Se orientado pelo otorrino, colocar tampões ao entrar na piscina ou mar;
  • Consultar o otorrinolaringologista na vigência de desconforto ou qualquer sintoma.

Todos esses cuidados ajudam a minimizar as chances de otite externa em crianças, especialmente no verão. Ainda assim a ocorrência pode surgir e a ajuda especializada se fazer necessária.

Quando consultar um otorrino pediatra?

O otorrino pediatra é o profissional mais apto a lidar com a criança com otite. Ele deve ser consultado sempre que a criança apresentar os sintomas de uma infecção no ouvido.

Além disso, a avaliação do otorrino pode ser ainda mais necessária e urgente caso a criança apresente quadros persistentes ou recorrentes de otite, independentemente da estação.

Portanto, no caso de suspeita de otite de verão nas crianças a recomendação é sempre buscar auxílio especializado de um otorrino pediatra.

cta-820x140-renata-otorrino-pediatra

Fonte:

Ministério da Saúde;

Jornal de Pediatria;

Clínica de Otorrinolaringologia Garrafa;

Manual de Otoscopia e Otites da IAPO.