Fale conosco pelo WhatsApp

O que é higiene do sono?

Higiene do Sono: Mulher dormindo
07nov, 2019

O sono é uma das necessidades básicas para o indivíduo ter mais qualidade de vida em todas as faixas etárias. No entanto, é cada vez mais comum ver pacientes com problemas na hora de dormir, algo que poderia ser evitado com a higiene do sono.

Atualmente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 40% da população mundial enfrenta dificuldades para dormir. Uma série de hábitos pode desencadear esse quadro como, por exemplo, o uso excessivo do celular perto do horário de dormir. Por isso, a higiene do sono é uma prática que deve ser incluída na rotina dos pacientes para que o indivíduo tenha um sono reparador e tranquilo.

Confira a seguir algumas dicas práticas de como melhorar sua qualidade de sono com informações cedidas pelo otorrinolaringologista Dr. Luiz Herculano, especialista em medicina do sono da Clínica Garrafa.

Higiene do sono: definição e importância

A rotina corrida faz com que muitas pessoas adotem hábitos que impactam negativamente a qualidade do sono. Beber café próximo ao horário de dormir, assistir televisão na cama e pensar nos problemas enquanto está deitado são algumas das atitudes que prejudicam o descanso noturno.

A higiene do sono foi criada para quebrar esse círculo vicioso e ajudar o paciente a dormir melhor. Além de beneficiar o período de descanso, a higiene do sono também contribui para a disposição no dia seguinte, fazendo com que o indivíduo consiga realizar as atividades rotineiras com mais concentração e seja mais produtivo.

Como fazer uma boa higiene do sono?

A higiene do sono pode ser colocada em prática com os seguintes hábitos:

  • Não ingerir bebida alcoólica perto do horário de dormir;
  • Evitar exercícios físicos intensos após as 18 horas da tarde;
  • Realizar atividade física diariamente por, no mínimo, 30 minutos;
  • Manter o ambiente escuro e com temperatura agradável no quarto;
  • Abandonar o hábito de fumar, principalmente após as 19h horas;
  • Manter horários regulares de sono, inclusive aos finais de semana;
  • Não exagerar nos cochilos durante o dia, limitando a 30 minutos no máximo. Assim, o descanso noturno não é prejudicado;
  • Não realizar atividades que exijam atenção na cama (como estudar ou trabalhar, por exemplo), reservando-a para relaxar e dormir;
  • Evitar a checagem do relógio ou do celular no decorrer da noite. O mais indicado é manter esses itens distantes para que esse hábito seja perdido e o sono melhorado;
  • Manter um ritual de preparação para o sono, com banho morno, meditação, entre outras atividades que ajudem a relaxar;
  • Não fazer uma alimentação pesada antes de dormir, sobretudo em um período inferior a três horas. É mais indicado comer uma fruta ou barra de cereais para não dormir com fome, o que também não é benéfico.

Outra maneira de higienizar o sono é respeitando a necessidade de sono de cada pessoa. Afinal, além das fases de desenvolvimento impactarem no período de descanso — por isso as crianças dormem mais do que os adultos —, cada indivíduo precisa de uma quantidade de horas de sono específica.

Por exemplo: há pessoas que ficam revigoradas com 6 horas de sono, enquanto outras precisam de 8 horas. Por esse motivo, respeitar o organismo é fundamental para fazer uma higiene do sono eficiente. Caso queira melhorar a qualidade do seu sono, entre em contato e agende uma consulta com o nosso especialista em medicina do sono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *